Deixe seu corpo se mover com a música certa para malhar!

Para muitas pessoas que correm, levantam pesos e se exercitam de alguma outra forma, a música não é supérflua, e sim, ela é essencial para o desempenho máximo e um treino satisfatório.
Em análise, as batidas e as letras motivantes para se exercitar faz toda a diferença.
Uma rápida pesquisa do Twitter descobre muitas evidências de pessoas conversando sobre as melhores músicas para malhar: “Hoje espero ter na Rádio Academia as melhores músicas, sabe, porque amo fazer exercícios com aquelas músicas”, gritou @ Danni_H21. “Acabei de fazer minha mãe querer ir comigo malhar. Falei para ela que tem as músicas que ela ama “, Twittou @Adeline_Kyrli.

Nos últimos 10 anos, o corpo de pesquisas sobre a música de exercícios aumentou consideravelmente, ajudando os proprietários de academias a refinar suas idéias sobre por que o exercício e a música são um emparelhamento tão eficaz para seus negócios, haja vista o quanto a música muda o corpo e principalmente a mente durante o esforço físico. A música distrai as pessoas da dor e da fadiga, eleva o humor, aumenta a resistência, reduz o esforço percebido e pode mesmo promover a eficiência metabólica. Ao ouvir música, as pessoas correm mais, levantam mais pesos, nadam mais rápido do que o habitual, e muitas vezes sem perceber.
Em uma análise de uma pesquisa em 2012, Costas Karageorghis da Brunel University, em Londres, um dos principais especialistas mundiais em psicologia da música de exercícios, escreveu que se poderia pensar que a música era “um tipo de droga legal que melhora o desempenho”.

Selecionar a música certa para obter um treino mais efetivo não é tão simples, não basta pegar uma série de músicas rápidas e de alta energia e pronto. Os Musics Experts do Vymber, sabem quanto estudo é necessário nesta área. Em suma, devemos considerar as memórias, emoções e associações que as diferentes músicas evocam.
Para algumas pessoas, a medida em que se identificam com o estado emocional e o ponto de vista do cantor determinam a motivação que sentem. E, em alguns casos, os ritmos da melodia subjacente podem não ser tão importantes quanto a cadência das letras.

Nos últimos anos, em nossa empresa MSolutions, experimentamos novas maneiras de motivar os alunos das academias através de seus ouvidos, com uma sintonia que guie ou gere um escape da parafernália ou lixo musical que hipnotiza os zumbis em um mundo pré-apocalíptico, e procuramos, com muita curadoria, criar as melhores playlists com músicas selecionadas para malhar e motivar os alunos, isso depois de muita base em pesquisas sensoriais em laboratórios de ponta.

Confira abaixo as últimas pesquisas da música ideal para malhar na academia

As pesquisa sobre a interação de músicas e exercícios estão a todo vapor. O investigador americano Leonard Ayres descobriu que os ciclistas pedalavam mais rápido enquanto uma banda tocava do que quando estava em silêncio. Os pesquisadores realizaram cerca de uma centena de estudos sobre o modo como a música muda o desempenho das pessoas em uma variedade de atividades físicas, impactando na intensidade e desempenho consideravelmente. Olhando para as pesquisa como um todo, surgiram 3 conclusões claras:

1. Escolha de tempo x velocidade = ritmo

Duas das qualidades mais importantes das músicas para os treinos são o tempo e a velocidade,  é o que os pesquisadores chamam de resposta ao ritmo, que é mais ou menos o quanto uma música faz você querer movimentar-se. A maioria das pessoas tem um instinto para sincronizar seus movimentos e expressões com a música, acenar com a cabeça, tocar seus dedos ou sair dançando mesmo que reprime esse instinto em muitas situações. O tipo de música que excita esse instinto varia de cultura para cultura e de pessoa para pessoa. Para fazer algumas generalizações amplas, músicas rápidas com fortes batidas são particularmente estimulantes, e são elas que preenchem as listas de reprodução de exercícios da maioria dos alunos. Em uma pesquisa de amostra recente, entre 184 estudantes universitários, por exemplo, mostrou que os tipos mais populares de músicas para exercícios foram o hip-hop (27,7%), rock (24%) e pop (20,3%).

2. Definição do BPM médio

Outros estudos mostraram que as pessoas têm uma preferência inata de ritmos com uma freqüência de dois hertz, o que equivale a 120 batimentos por minuto (BPM) ou a duas batidas por segundo. Quando solicitado a tocar seus dedos ou caminhar, muitas pessoas ficam inconscientemente em um ritmo de 120 BPM. Já em uma análise de mais de 74.000 músicas reproduzidas entre 1960 e 2017 descobriu que 120 BPM foi o pulso médio que mais prevalece.

3. Definição do BPM por tipo de atividade

Ao correr em uma esteira, a maioria das pessoas preferem músicas em torno de 160 BPM. Mas em estudos, pesquisadores sugerem para um efeito de teto, no qual as músicas sejam em torno de 145 BPM para as corridas. Na ocasião, a velocidade e o fluxo das letras substituem a batida subjacente: algumas pessoas trabalham com músicas de hip-hop, por exemplo, com letras prontamente faladas, sobrepostas a uma melodia relativamente editadas para BPM mais elevado.

Conclusão

Finalizando, o cérebro humano pode ter evoluído com a expectativa de que, sempre que exista música, há movimento. Antes da invenção de flautas de canas e outros instrumentos musicais, nossos antepassados ​​provavelmente produziram as primeiras formas de música cantando, gritando, ou de outra forma usando suas cordas vocais, além de interagir fisicamente com seus próprios corpos, outras pessoas e o meio ambiente. Um tempo rápido provavelmente exigiria movimentos rápidos: aplausos rápidos ou estampagem de pé, talvez. Os sons profundos e intensos exigiriam uma grande energia, como batida ao chão ou em uma pedra.
Na sua concepção, a música provavelmente é uma extensão do seu corpo e muito além de nossa compreensão. Mas o que vale aqui é colocar a música certa para malhar, onde seu cérebro/encéfalo agradece com muita química agradável disparadas para o restante de seu corpo.

Desejamos colocar em prática em sua academia. Ouça o Vymber, a Rádio Academia com as melhores músicas para malhar, vymber.com.br.

Fontes das pesquisas: scientificamerican.com.

Adaptado e comentado por: Handryu Martins Michels. Hacker do Comportamento do Humus e seu Movimento Sonoro.